Como manter a saúde na terceira idade?

Como manter a saúde na terceira idade? É muito comum associar a terceira idade as debilidades de funcionamento do corpo. Contudo, é possível adaptar uma vida saudável a elas e desconsiderar esses fatores e o desconforto que eles proporcionam. O tempo pode trazer algumas complicações, e incômodos estéticos, como a perda e o escurecimento dos dentes, sendo necessário recorrer a um clareamento dental.

No entanto, não as use de desculpas para estagnar sua vida ativa, a velhice não precisa ser sinônimo de dores no corpo e sofrimento. Veja alguns cuidados que podem te proporcionar uma melhor qualidade de vida, saúde e disposição:

Manter a vida ativa

Uma das maiores causas da tristeza e da depressão na terceira idade é o fato de não praticar nenhuma atividade seja ela qual for durante o dia. Saber como usar o tempo livre é uma das precauções para não passar por esses problemas. Com a ausência de trabalho e dos compromissos com amigos e família, a solução é investir nos compromissos consigo mesmo.

Contudo, mesmo com os problemas que hão de vir, não podemos nos apropriar da velhice como desculpa de estagnar e ser passivo ao sedentarismo. As circunstâncias mudam, mas os problemas sempre estiveram ali, é apenas necessário moldar a vida ativa a seus limites.

Ser aderente de uma vida de ocupações ajuda também na saúde mental, dando sentido à vida e fazendo com que a pessoa se sinta útil. Atividades que envolvam o ensino, caridade, interação com pessoas de mesmo gosto, ou algum hobby, podem ser cogitadas para suprir essas sensações.

Como a pratica de atividades físicas ajuda a saúde na terceira idade

A prática de exercícios físicos sempre é benéfica e indicada para todas as faixas etárias capacitadas. Durante a vida idosa, a prática de atividades físicas ajuda na ação preventiva de doenças cardíacas e doenças como a osteoporose.

Se exercitar, além de promover a saúde física, ajuda a manter uma boa autoestima e um bom humor. Isso é possível pelo fato de as atividades físicas influenciarem na produção de serotonina, uma substância que atua na regulagem do humor, do sono, e das funções intelectuais no cérebro, além da temperatura corporal e ritmo cardíaco.

Os exercícios mais indicados para a terceira idade são: ginástica, hidroginástica, natação, pilates, caminhada, alongamentos, ioga, entre outros. Para iniciar qualquer uma das alternativas, deve ser consultado o médico.

Ter uma alimentação saudável

Uma vida saudável só é uma vida saudável quando se tem uma alimentação nutritiva e regulada. Deve se evitar alimentos gordurosos e investir em alimentos com antioxidantes. Que são capazes de combater o envelhecimento precoce.

Pelo fato de o idoso sofrer as mutações fisiológicas do tempo, a alimentação deve ser personalizada. O sal e o açúcar devem ser reduzidos na dieta, e alimentos ricos em gorduras saturadas devem ser evitados. Alimentos como frutas, grãos, verduras, legumes, leite e derivados desnatados, assim como alimentos ricos em fibras, devem ser a substituição.

A água deve acompanhar a dieta, já que é essencial ao organismo e extremamente benéfica a nossa saúde. Possui diversas finalidades e dentre elas podemos citar o transporte de nutrientes para as células, a absorção e secreção, a regulação da temperatura corporal, entre outras.

Exercitar o cérebro

O cérebro consegue ser renovado quando submetido ao aprendizado e ao conhecimento, sendo algo importantíssimo ao intelectual e deve ser estimulado pela pessoa idosa. Isso precisa acontecer em qualquer idade, pois é através dessa ação que se estabelece novas conexões por meio dos estímulos.

Tendo em vista as vantagens a saúde mental, atividades intelectuais como filmes, palavras cruzadas, exercícios de memória e jogos diversos devem ter presença em sua rotina. Essas atividades estimulam o raciocínio e melhoram consideravelmente a memória, se assemelhando a uma fisioterapia mental. Aprender um novo idioma e a tocar um novo instrumento também estão na lista.

Manter o cérebro ativo é capaz de diminuir as chances da incidência da doença de Alzheimer em até cinco anos. Com todos esses benefícios, uma melhor qualidade de vida e um maior bem-estar ao idoso é certeiro.

Dormir bem

É o bom sono que faz com que tenhamos uma boa disposição e um bom rendimento durante o dia. É revitalizador e influencia diretamente em nossa saúde, proporcionando um melhor relaxamento dos músculos e atuando no fortalecimento da memória e dos conhecimentos já adquiridos.

Dormir mala longo prazo é capaz de causar um impacto negativo nas funções endócrinase do metabolismo, podendo influenciar em uma série de complicações como falhas da memória, problemas em perder peso, indisposição e pressão alta. É recomendado uma média de 7 a 8 horas de sono para a recuperação completa da energia, porém o sono ideal varia da aceitação de cada um.

A saúde emocional e a saúde na terceira idade

Uma vida emocional equilibrada é um dos pilares que mais influenciam na qualidade de vida do indivíduo. Para os idosos, cuidar desse fator se mostra ainda mais importante, já que passam por várias mudanças, como físicas e sociais.

Com isso, bons relacionamentos familiares e demais conjuntos se relacionam na longevidade, pois seus frutos são emoções positivas ou negativas, dependendo de sua natureza. Nossas relações influenciam diretamente em nossos sentimentos e reações, podendo agir de forma edificante ou assoladoras.

O idoso pode sim passar um tempo sozinho, mas se relacionar com outras pessoas evitam sentimentos de tristeza e solidão. Quando esses sentimentos se afloram, problemas como insônia, estresse, pressão alta e alterações hormonais podem ser desenvolvidos.

Realizar exames periódicos 

A saúde como sendo prioridade deve ser checada regulamente, e na terceira idade ainda mais, já que os efeitos do tempo podem ser prejudiciais. Além disso, o organismo do idoso é mais vulnerável a doenças e viroses.

Mesmo se alimentando bem, com a vida ativa em dia, e mesmo sem sintoma algum, se certifique de consultar o médico e realizar o check-up pelo menos uma vez no ano. Algumas doenças e danos no organismo não são perceptíveis, e com uma frequência de consultas, podem ser descobertos em sua fase inicial, evitando agravamentos.

Desse modo, é possível sim envelhecer com disposição, com uma vida saudável e alegre. Leve esses cuidados a sério e aproveite cada segundo da melhor idade.

Equipe Editorial para o Divulgar Blogs

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      Divulgar Blogs Diretório de Blogs